Fenômeno!

>

Ronaldo é o único (ex) atleta que eu não preciso procurar no Google ou no Wikipedia para saber os times em que ele atuou. E, exceto pelos tempos de São Cristovão, ele também foi o único atleta que assisti e vibrei por onde quer que passasse. Isto é, apenas uns quatro anos nos distanciam, então pude acompanhar seus passos, suas vitórias, derrocadas e, principalmente, suas superações. Não foram poucas. A cada nova lesão eu me perguntava se ainda valia continuar martirizando o próprio corpo e, talvez a imagem. Para o pessoal mais velho e para mídia, o melhor jogador e o atleta do século XX sempre terá a marca Pelé. Mas eu estou nos meus 30 anos, não vi o Pelé jogar. Até já assisti suas jogadas geniais e gols decisivos em documentários e/ou especiais, mas eu não vi o Pelé jogar. O que eu vi foi o Ronaldinho, o Fenômeno e o Ronaldo. O maior craque da camisa nove que já passou por esta Terra 616. Quando começou a ser cogitada a possibilidade dele voltar a vestir uma camisa de um time brasileiro eu fiquei feliz e, sinceramente, nem me dei conta de que ele estava vindo jogar no meu Corinthians. O Ronaldo que eu cresci assistindo performances nos maiores times europeus (ah, vá lá… do mundo) estava vindo jogar num time que tem tradição somente em território nacional? Não sou uma frustrada pela ausência de Libertadores. Gostaria de ver o título no rol dos inúmeros que o Corinthians já possui? Indubitável e apaixonadamente, isto é, sim! sim! sim! Mas como já postei aqui (fotos após a terceira colocação no Brasileiro de 2010):

>

>

O corinthiano é uma espécie rara, as zombarias vindas dos torcedores dos principais times do Brasil  (e, principalmente da capital paulista) incomodam, mas não transmutam o amor. Já vi corinthianos possessos com uma derrota, mas nunca envergonhados de responder por qual time são loucos. E, se um flamenguista doente, como ele próprio já se colocou, pôde se encantar com o Timão (e vestir a camisa em todos os sentidos) isso só reafirma essa doença, minha doença alvi-negra.

>

Não lamento a saída prematura do Ronaldo, não fossem as lesões e sua saúde, ele poderia nos seduzir com sua arte por mais alguns anos, quem sabe? Mas o que esse Fenômeno já fez pelo o futebol está anotado na História e na memória afetiva de todos os torcedores, não apenas dos times em que ele jogou.

>

Em 1993 eu entendi que aquele moleque franzino e dentuço faria muita História no futebol, mas eu nem tinha ideia do quanto dessa História ele escreveria. Pesquei um vídeo mais do que conhecido por todos, mas que traduz o que estou querendo dizer:

>

OBRIGADA RONALDO! E SIM, FOI TUDO LINDO!

>

>

ps 1 – só pelo Fenômeno para gastar 1 hora fazendo colagem das imagens do Ronaldo, lamento a dele no Barça ter ficado tão pequena…

>

ps 2 – e aqui fica um recado “praquele” Cristiano: Ronaldo só existirá um!

ps 3 – já ia me esquecendo: Happy Valentine’s day para tod@s!

ps 4 –  fiz o post numa tacada só, ainda estou me habituando com a questão de como conjugar o status do Ronaldo… foi/é… Achei que já corrigi os maiores problemas… rs

 

>

snakebites

Fluminense campeão brasileiro de 2010

fluminense

>

Deu-se o já esperado: Fluminense vencedor do campeonato mais disputado do mundo (pelo menos é como a mídia tem chamado o Campeonato Brasileiro). Venceu o time que disputou de maneira mais estável e tem o craque do campeonato (quem não gostaria de ter o Conca em seu time?). Não há sentido algum em desmerecer o Fluminense (por ser corinthiana). A única coisa triste para quem é paulista e gosta de futebol foi a pífia apresentação dos times de São Paulo no segundo semestre. Nem quero falar de possíveis “entreguismos” na reta final do certame, mas por dois anos consecutivos o futebol carioca levantou a taça. Isso é triste para o futebol do estado (afora ter tido dois descensos, Grêmio Prudente e Guarani), como também é triste para o corinthiano ter visto o time (completinho) não conseguir se despedir de 2010 com uma vitória. Digo isso por dois motivos: hoje também se deu a despedida do capitão William (34 anos) do futebol e por uma questão técnica: com a vitória do Cruzeiro e o empate do Corinthians restará ao alvi-negro da capital a obrigação de fazer parte daquela “pré-Libertadores”. Bem, o que posso dizer? Ganhou o melhor futebol e o que teve mais consistência durante todo o segundo semestre (ter tido três treinadores, muitas contusões também não ajudou o Todo Poderoso).

>

Aqui fica o meu melancólico parabéns aos torcedores do Flu e ao excelente Muricy Ramalho (pelo visto ele acertou ao recusar o cargo de técnico da amarelinha…). Mas aqui também deixo os parabéns à torcida mais fiel e bonita do planeta além de um pusta elenco!

>

ronaldocamisavicecorinthians1_plixi62

>

Ainda nos vestiários, após o empate com o Góias (algoz mesmo rebaixado) Ronaldo postou no Twitter uma foto sua com a camiseta que o fornecedor de material esportivo do clube tinha preparado já prevendo que o Timão não conquistaria o título brasileiro. Sei que parece coisa de mané, mas gostei.

>

snakebites

>

* Crédito imagem: http://bit.ly/hv0DRu

mr. sandman bring me a (good) dream

13304w_dali_lights_dream2

Study from a dream sequence in spellbound, Salvador Dalí

>

Noite confusa e melancólica… E, pra fins de registro onírico, demarco uma lembrança do sonho desta noite: eu estava num quarto que (no sonho e somente lá) eu identificava como meu… e no quarto eu abria e fechava sempre a mesma gaveta duma cômoda a la Luís XV (!), na gaveta havia uma enorme barra de gelo translúcida, permitindo que eu percebesse a ausência de fundo. E, enquanto eu ruminava que engodo era aquele, uma fumaça viscosa e púrpura (claro, claro, claro) tomou o ambiente e a mim. Acordei e 30 minutos depois já alcançava a rua e passeava com dona Shivosa (tentando ordenar o pensamento ao som de Modern Times).

>

__x__

>

Criei o hábito (quase diário) de abrir “O livro dos sonhos” (a fase do Kerouac tá demorando a se distanciar) e deixar meus dedos correrem suas páginas por um tempo até (pela fortuna) encontrarem algo, daí leio qualquer sonho maldito e começo o meu dia. E fico com o espectro gelado por algumas horas… Old habbits die hard, mas acho melhor aquietar minha fome de Jack e seus amigos.

>

Quando pequena recordo-me que a primeira movimentação matinal da minha mãe era anotar o seu sonho antes que ele escapasse de vez. Penso que talvez tenha algo de dadá misturado com a prosa espontânea beat… Não sei, mas pra mim talvez funcione no sentido de:

>

a) conseguir algum lirismo torto que me provoque a necessidade da escrita poética

>

b) acarretar em sonhos mais profícuos em deleite

>

c) n.d.a.

>

Bem, agora tenho a mandância do Poderoso em minha mente. Resta preparar a casa, Vitória vs. Corinthians…. (brrrr). Tenho verdaeiro pavor de enfrentar times da parte inferior da tabela (toc toc toc).  Acreditar na bruxaria e orar para que novembro encontre logo o seu final. Irc, não aguento a languidez do século XIX tão internalizada… Pra falar a verdade… nunca estive tão ansiosa para uma virada de ano como agora!

>

snakebite

downs, olson e pó de arroz carioca engolindo a seco

           2                          x                       1

Apenas para constar: acabou a onda de perder fora de casa (no caso de ontem pouco me importa o Engenhão ser do Bota…). Bem, ontem eu estava num estranho pique a la rational choice (coisas ruins acontecem com todas as pessoas, mundanas ou não) e quem me salvou desse alheamento? O poderoso Timão!

>

Jogo bem jogado e na tevê aberta. O Poderoso requisitando minha presença frente à tela para observar o encaminhamento para o levantar de taça em dezembro… Alguma dúvida?! E o interessante é que nem temos precisado do Ronaldo (não querendo desmerecer o craque, mas se ele quiser voltar a jogar bola… um spa e treinamento – inclusive tático – são fundamentais)! Agora voltarei aos finalmentes da escolha racional.

>

E um high five virtual no Jucilei, o cara já é talento essencial para os jogos. Não consigo imaginar o Corinthians sem ele, Elias e Jorge Henrique…  ainda demora para alguma comoção mais vigorosa em relação ao Bruno César (o cara ultimamente anda mesclando modos on/off demais, parece o Danilo – tempos de SPFC!).

>

snakebites

viva o baseball!

Então a macumba não funcionou, terminou em 1 x 0 pro Cruzeiro. Essa coisa de futebol não oferece felicidade!

Acho que começarei a assistir baseball, quem sabe aprendo matemática (for real)? O uniforme é mais bonito, o ato de escarrar ou cusparar do futebol já me deixou neutralizada para possíveis revertérios…

image

É só!

snakebiteless

brasileirão’s back!

bola-na-rede-2.jpg

Senti muita falta do Brasileirão, não pela qualidade dos jogos, mas em função da aceleração do coração. O que dizer de alguém que fique mais emocionado com jogos de time do que de seleção?

Corinthians vs. Ceará. A disputa pela ponta se inicia!

%d blogueiros gostam disto: